terça-feira, 31 de julho de 2012

Colapso, (Bii,3) - Rog, o monge ascendente, parte 2

...então Rog se surpreende, vê a frente, na figura do andarilho, sua imagem e semelhança.
O marcial não toma postura agressiva, pois não a sente. Apenas fica perplexo, nem tanto, pois este mundo permite tal plágio.
O sócia pede permissão para entrar. Rog aceita.
Ambos adentram ao casebre,, e lá, o sócia explica que Rog corre perigo, bem como a rainha Vilenesh, Mira, a Raposa da Lua e Gené. E que por consequencia, toda Folkerran corria perigo.
Completa a explanação dizendo que foi enviado por um amigo, e que veio tomar o lugar do monge para a segurança de todos.
O colar de cordão serve para que a mente de Rog não seja lida por magia bem como não seja descoberto pelos mesmos meios.
Por fim entrega um pergaminho, indicando um local onde o monge, optando, deveria se esconder, ao menos até o final do ano de 1378CV. Crucial lapso temporal para Folkerran.



Colapso (Bii, 3) - As grandes árvores




CIDADE ELFICA DA NOVA DINASTIA ARAMILLIS





Para o passado ficou a dinastia Elises, a Aramillis era implantada.
Laucian Aramillis, o novo líder élfico, salvador dos ascendentes e descendentes. Tentando cada dia mais se familiarizar e entender a cidade.
Trabalhando, escutando, estudando, aconselhando e sendo aconselhado, Laucian se erguia para os elfos. Com os pulsos leves dos elfos (e isso é um elogio), Laucian torna-se maior a cada dia.

- - - - - - - - - - - -- - - -  -

28 de Tarsakh de 1378 CV, onde as árvores são têm mais vida, Floresta dos Elfos.
É noite.
O pássaro verde chega até o novo General Nasselen Aramillis (*revolucionário que marchou ao lado de Laucian na reconquista da cidade. **sobre nome Aramillis devido a nova dinastia élfica que surgia. Pelo costume todos os elfos herdavam o sobrenome da nova dinastia), pousando em seu braço.
O general observa o pássaro escutando-o com a mente.
Sorri e em seguida afaga o belo animal e deixa-o partir. Logo acirra o olhar e corre.
De repente outros 10 elfos momam seu lado, todos em direção a parte sul da cidade. Lá entrelaçados em meio às armadilhas criadas pelas árvores, 5 orcs, mortos enforcados pelas grandes raízes!!!

NESSALEM ARAMILLIS - NOVO GENERAL DA CIDADE ELFICA


Colapso (Bii, parte 3) - O grandioso menor imortal

Apenas os corações dos leões eram grandiosos para agregar o menor.
Ele se permitiu, se misturou, serviu, jurou, honrou, herdou e por fim amor. Amou aferradamente o líder de todos os leões. Amou a família a quem serviu.
Foram poucos os anos, mas os melhores de sua vida.

- - - - - - - - - - - - - - - - 

29 de Tarsakh de 1378CV, em Folkerran, mais precisamente nos verdes campos do condado de Adarkar.
O verde dos campos de Adarkar antecipava a vindoura primavera.
A condessa Taliesin, grávida do filho do conde, era acompanhada por seu préstito, lindas mulheres e o menor.
O sol da manha era agradável, a grande toalha aberta em baixo da rainha das árvores servia os alimentos, fartos, ricos.

O dia seguia feliz, as mulheres recitavam e cantavam seguindo a ávida barda. Até que o dia começou a ficar vermelho.

a ponta de uma flecha atravessa a garganta de uma das acompanhantes, Liris de Fior, calando-a abruptamente.

O horror acabara de se instaurar. A canção entoante deu lugar aos gritos de desespero.

"-Corram, chamem os guardas" - diz a barda dona das terras.

Na tentativa de fuga das acompanhantes, as flechas começam a aparecer, vindas do nada, correndo atrás, uma a uma, das lindas mulheres.

Ao longe surgem três cavaleiros que correm em direção para o auxílio.

O menor e a condessa, acostumados às armas, aguçam seus sentidos, ouvem, observam, esquadrilham, contudo, o menor é mais rápido. Percebe a flecha de fogo primeiro que a condessa.

 - -  - -- - - - - - - -  - - -

O Menor. O grandioso Menor. Primeiramente amado pelos corações dos leões, depois amado por todos.
Não hesitou. Serviu, jurou, honrou e por fim amou. E foi por amor, amor de gratidão, amor de servidão, que se atirou na frente da condessa, salvando-a, salvando o herdeiro. Salvando Adarkar.

E por fim, os corações dos leões sempre o amarão.

- - - - - - - - - - - - - - - -
Os atiradores, orcs, forma perseguidos, e precipitadamente mortos. Os cinco. Todos fazendo uso de magia de invisibilidade.

Adarkar sofre com a morte do grande menor, "BRIN"!!!!!


BRIN

TALIESIN



sexta-feira, 27 de julho de 2012

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Diário de Lorde Uther Ap Ragnar

Aos **** CV, eu, Lorde Uther Ap Ragnar, Conde de Adarkar, Defensor do Reino de Folkerran, Senhor dos Leões Dourados e Defensor Divino da Ordem do Escudo Sagrado de Heironeous, escrevo:

1. - A Busca pelo Maldito: Nos próximos dias intensificarei as buscas pelo Maldito, empregando, além de homens, recursos financeiros, com o objetivo de descobrir o paradeiro daquele cujo nome não deve ser pronunciado. Com as informações obtidas com o malfadado ritual e as novas investidas, espero obter maiores informações sobre o Desonrado.

2. - Benjamim Albuquerque: Ainda não consigo avaliar se a morte daquele rato é algo bom ou ruim. De qualquer forma, sinto-me grandemente aliviado por saber que ele está morto.

3. O Sangue da Criança: Joguei fora o sangue da criança que estava sob o meu poder. Seria muito arriscado mantê-lo guardado, pois poderia cair em mãos erradas.

4. O Segredo: Pessoas importantes escondem coisas importantes. Preciso pensar em uma forma de obter maiores informações sobre esse segredo, pois pode custar o futuro do reino.

5. Hagen Ap Uther: Revelações divinas me mostraram que meu herdeiro será um menino. Tomei o cuidado para que os lordes de Adarkar reconhecessem minha descendência como legítimos senhores do condado. O documento, elaborado em 3 vias, foi assinado por Lorde Gerrard Mallister, de Llanowar, Lorde Teodric Stoke, de Kjeldor, Lorde Aelle Siemens, de Powys, Lorde Galbart Harrys, de Tolária, Lorde Jason Milner, de Phyrexia, e pelo Conselho de Espadas da Ordem do Escudo Sagrado de Heironeous. É reconfortante saber que os lordes de Adarkar apoiarão meus sucessores. Uma via do documento ficará guardada em Adarkar, uma ficará guardada na Ordem do Escudo Sagrado. A terceira será enviada à Rainha Vilenesh, em Folkerran, para que tenha ciência do ocorrido. Já solicitei à Lady Taliesin que prepare o feitiço para encobrir a mensagem. Uma caravana de mensageiros partirá em breve. Estou buscando informações sobre as filhas dos Condes de Folkerran para formar uma aliança através casamento de Hagen Ap Uther.

6. As Proteções: Foram encerradas as santificações no Castelo de Adarkar e no Templo da Ordem. Estou certo de que as magias tornarão os locais bem protegidos. Os benefícios, inclusive, tornarão meus guerreiros mais fortes. Com o treinamento avançado e lutando ao meu lado os locais se tornarão inexpugnáveis. 7. Faleth e Becafex: Foi um privilégio ter derrotado os irmãos negros. Ainda guardo na mente o rosto cadavérico de Becafex. Seu chifre se tornou um amuleto mágico, que usarei para me lembrar dos tempos gloriosos. Durante a batalha, lembro-me de ter tido receio de não ver o nascimento de Hagen Ap Uther. É incrível como em tão pouco tempo nossas ambições mudam. Embora Becafex fosse mais poderoso, a vitória sobre Faleth foi mais saborosa, porquanto derrotado exclusivamente por Heartbreaker.

8. A Ordem: A Ordem do Escudo Sagrado de Heironeuous tem sido fiel às suas finalidades. A credibilidade da Ordem tem feito inúmeros lordes, mercadores e ricos em ascensão a procurar os serviços da instituição. O aumento da minha reputação com a derrota dos irmãos negros, tem trazido várias pessoas que buscam iniciação na Ordem. Constituí uma comissão para avaliar a qualidade dos candidatos, porque a Ordem deve se pautar por homens que sejam capazes de cumprir os votos. Não posso permitir que um membro viole o código de conduta. Diante do iminente aumento dos membros, farei uma doação em ouro para reformar o templo. Solicitei os mapas de Adarkar em busca de um local estratégico para a construção de um novo templo, que, certamente, será necessário em breve.

9. Os Leões Dourados: Efetuei uma divisão em meus leões, que se dividirão da seguinte forma: 26 serão minha guarda pessoal e doméstica, devendo proteger, inclusive, Lady Taliesin Nightwish; 50 defenderão o forte de Luntes; 100 permanecerão no Templo da Ordem; 150 defenderão o castelo de Adarkar.

10. O Caçador: Entregarei Julian, o Caçador, para ser julgado pela morte de Lorde Orion Blackvile e por outros crimes. No entanto, tendo em vista a cooperação do acusado, inclusive com o fornecimento de informações importantes, designarei um paladino da Ordem para atuar em sua defesa perante o tribunal. Ficarei a disposição para atuar como testemunha. Apesar dos crimes, considero que as informações do Caçador foram importantes para o desfecho dos eventos, de forma que, talvez, consiga um abrandamento da pena. Não havendo mais nada de importante, no momento, encerro estas páginas, colocando, ao final, o selo do Leão Dourado.

terça-feira, 24 de julho de 2012

COLAPSO (bii, III) - Considerações iniciais dos personagens

Senhores, Bom dia. Estou eu muito a toa esperando meu vôo aqui em Campinas. Resolvi postar esse espaço para que vcs colocassem a posição de cada personagem na exata semana seguinte ao final da aventura do Zé. Coloquem o que resolveram fazer de importante, caso queiram criar algo para os personagens etc. Em principio tudo vale. Dindo, defina qual personagem vc jogará. Post sobre o mesmo aqui. Concomitantemente, como já fiz com o Roger, irei lançando, até o inicio da história, Di 04/08/12, conforme previsão, historias sobre cada um. Sejam criativos e boa sorte. ABRACOS.

segunda-feira, 23 de julho de 2012

COLAPSO (bii,III) - ROG, O MONGE ASCENDENTE - parte 1

   Uma semana após o episódio do Sol negro, Rog, o monge ascendente, medida em sua pousada recém construída. Trata-se do monastério de Heironeus, aos arredores da abalada Folkerran.
   O quarto é de madeira, o tapete é de decido provindo do reino de Garbo, ao leste, a janela possibilita a entrada da suave brisa noturna, iluminada pela luz da lua e por uma única vela ao canto.
   A posição é de seiza. A mente é tranquila. A alma é distante e os pensamentos não pertencem ao corpo.
   De repente os olhos se abrem. Rog consegue sentir que alguém se aproxima. Consegue saber, inclusive quem é. Pope Moisen, um mone iniciático.
   O ascendente vai direto para os portões do monastério usando sue passo tério, deixando o jovem aprendiz bater em sua pousada sem êxito.
   Um homem vestido um manto marrom com um capuz estende a mão e entrega um caixa. Rog não sente uma postura ofensiva ou maligna do homem, porém, fica incomodado.
   Rog aceita o dado e logo o abre, presenciando um colar de cordão, que de imediato lança um brilho azul que logo se esvaire.
   "- Um presente de um amigo. Acho por bem usá-lo.", diz o visitante, retirando seu capuz e causando perplexidade a Rog.

 
 


domingo, 22 de julho de 2012

DIABLO 3 - FASE DOS PÔNEIS -fiz

Senhores,
Consegui através de um amigo. Ele abriu e nós jogamos!!!
Mas ainda não consegui todos os itens.
Realmente, uma vez aberto, sempre aberto. Por isso ele conseguiu me levar pra jogar.
Vejam através do link.
http://blogdofirmo.blogspot.com.br/

COLAPSO (BIS IN IDEM, PARTE III)

Pessoal,
boa madrugada.
A próxima aventura tem o nome de "Colapso (Bis in Idem, parte III)".
Tudo aponta a estréia para o dia 04/08/12. Conto com   a presença de todos.
Dindo, parabéns pela sua história.
Será difícil, mas tentarei melhorar!!!
Por fim, e por durante muito tempo:
!!!!!POR TYR!!!!!!

sexta-feira, 20 de julho de 2012

SOL NEGRO - O FIM SE APROXIMA



Cryatus
         
    "O clérigo está no templo. O eclipse está prestes a começar. O templo, outrora grandioso, está em ruínas. Há muito tempo não circulavam tantas pessoas por estes muros. Somente indigentes e monstros ocasionais. Nada que os soldados da Lâmina Nefasta não eliminassem rapidamente.
                Assim, ele acelera o passo, pois a hora se aproxima. Mas não se dirigi ao subsolo,local do ritual. Ele sobe as escadas carcomidas, com passo acelerado e uma crescente ansiedade. Ele sabe que seu plano está prestes a funcionar, cada peça encaixando como o planejado. Ele chega há um salão sem teto, pois este já desabara há anos. Restos de alvenaria e telha estão no chão. Afasta alguns entulhos com o pé e olha em direção ao céu. Poucas nuvens não impedem de ver a grande lua se aproximando do sol. O eclipse começará em menos de uma hora. Um deslocamento de ar o faz virar a cabeça. Ele vê um imenso dragão negro pousar e transformar-se em um grande homem negro. Com um aceno de comprimento, os dois começam a descer a escada. O homem negro pergunta:
                - Avariok já voltou do inferno?
                - Ainda não, mas a qualquer momento agora.
                Em silêncio descem as escadas, passando por vários guardas que vigiam o local.
Chegam a uma sala guarda por dois homens. Passam pela porta e encontram uma sala com uma curiosa decoração. Um vitral no alto permite ver que a claridade começa a diminuir. A mesa que este local possui está arrumada, porém tem papéis de algum uso recente. No centro há quatro pedestais com runas, e entre eles, um portal roxo. Aguardam alguns minutos em silêncio. O clérigo começa a ficar impaciente, e nota que o Dragão continua com o cerne fechado como quando entrou na sala. A iluminação do vitral diminui. O eclipse começou.
                - A qualquer momento agora... diz o clérigo, não contendo a ansiedade.
                Mas, os segundos após suas palavras trazem uma desagradável surpresa: o portal desaparece.
                Os dois se entreolham. Com um rosnado, o dragão diz:
                - Vamos!
                Eles saem com passo acelerado, quase correndo e descem para o subterrâneo.
                Logo chegam a um imenso salão, com mais de 30m de altura. Grossos pilares de alvenaria sustentam o teto. A parte sul do grande salão passa um largo rio, cujas margens foram pavimentadas. O vasto subterrâneo deste antigo templo era usado como um porto, e as ruínas sugerem que houvera muita movimentação neste lugar. No centro do grande pátio, o ritual está preste a começar. Três macas encostadas, candelabros com velas, pedestais com runas, artefatos mágicos cercam o local. Quatro magos sustentavam um som monofônico, dando ao ambiente a consistência mágica necessária para o impensado acontecer. Uma das macas está vazia e as outras duas possuem um corpo em cada, os dois parecendo em animação suspensa. Um corpo adulto e forte, outro velho e frágil. No centro, entre as macas, uma bela pedra negra com traços cinza avermelhados do tamanho de um punho. O clérigo e o dragão chegam e tomam seus lugares. O clérigo fala:
                - Comecem!
 Um dos magos interrompe seu som lamurioso e diz:
                - Mas falta...
                - Não questione! Houve problemas e não temos tempo! Há grande chance de tudo funcionar, mesmo sem o sacrifício! - Grita o clérigo.
                Ele veste sua bata roxa e negra, com o símbolo de um sol eclipsado por uma caveira.
                O ritual tem início. Agora, uma apreensão toma conta de sua mente. É uma peça a menos, isso dificulta, mas não impede o sucesso. Deixa as dúvidas de lado enquanto vê a vida sendo retirada do corpo velho. Pouco falta agora.      
                Antes que percebesse, acontece um ataque surpresa. Usando magias, os aventureiros aparecem e destroem o ritual ao deslocar as runas e derrubar os corpos no chão. Saindo da surpresa, o clérigo que observava o ritual não teve tempo de agir, visto que um cometa o arrastou para a margem do rio sob uma rocha incandescente. Ferido, ele se levanta e observa o homem negro transformar-se em um imenso dragão negro, de 15 metros de comprimento. O dragão voa rapidamente a distância que o separa dos inimigos e dispara uma poderosa rajada de ácido, corroendo as grossas pilastras que os recém chegados usam para se proteger. 
O clérigo também observa os quatro magos se refazendo da surpresa e preparando suas magias. São magos poderosos, e Becaflex, o dragão, também é muito poderoso. Apesar de ferido, o Clérigo se levanta com um sorriso. Então ele nota, mesmo com a distância, que há entre os heróis, o que faltava para o ritual não ter falhas: Derfel Ap Ragnar está com eles. Preparando para lançar uma magia que o curaria, seu macabro sorriso se firma apoiado em uma crescente confiança..."

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Aniversários

Hoje dia 16/07 é aniversário do nosso amigo Mateuzinho, vulgo Laucian Aramilis.
Parabéns Mateuzinho, muitas felicidades...
E dia 21 sábado, é aniversário do nosso amigo André Carneiro, vulgo Soveliss.
Parabéns André, muitas felicidades...

Grande abraço aos dois, e tudo de bom!

domingo, 1 de julho de 2012

Combate Medieval



Pessoal, estreia na próxima quinta feira, dia 05/06 no History Channel uma série que tem tudo a ver com RPG - Combate Medieval (vida medieval) Acho que vale a pena dar uma olhada. Vejam o link que tem outras informações.