sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

BIS IN IDEN - A ESSÊNCIA DO CAOS

      Olá, caros amigos de tantas aventuras. Infelizmente não pude estar presente na última sessão em que eventos catastróficos aconteceram. Estes eventos são exatamente a origem do fim. Firmo e eu começamos a pensar sobre a história final destes personagens, em que os transformaremos em inesquecíveis heróis, sejam terminando a história vivo ou não - sempre há esta possibilidade.
     De qualquer maneira, tentamos amarrar a maioria das historias jogadas no decorrer destes três anos e fazer um final épico. Nós já iniciamos este projeto, que podemos começar logo mais, com o prólogo da campanha final. Modéstia a parte, está ficando bem louca!
      Mas, nós pensamos em resgatar uma interatividade dos jogadores com a história, ou seja, não só dos personagens. E, devido ao fato de eu ter perdido a última sessão - eu só ouvi o relato do firmo entre risadas diabólicas- gostaria que cada um colocasse um relato do final da última campanha e como organizou a vida dois meses seguintes. Vocês tem liberdade para criar, e qualquer duvida que possa precisar de um aval do mestre, é só perguntar para mim ou para o firmo! Não deixem de postar, pois isso também serve para os detalhes deste final, aumenta o envolvimento de todos nós!


Um grande abraço a todos, aos que eu não vir até o próximo jogo, feliz Natal e boa virada de ano. Que vocês tirem 20 no dado!

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

BIS IN IDEM - A ESSÊNCIA DO CAOS - FINAL DE CAMPANHA

Queridos "manolos",
Venho através deste informar que a nossa primeira campanha, que dura há três anos, está por fim.
Faremos, Dindo e eu, a parte final, a qual damos o nome de "Bis in idem, A essência do caos, parte final".
É imprescindível a participação de todos, pois levaremos os PJs ao cemit...ops, a patamares de verdadeiros heróis!!!
Peço desde já que, para aqueles que participaram da última sessão da parte "Colapso", que descrevam a cena final sob suas ópticas, levando em conta as sensações presentes em cada personagem.
Isso atribuirá mais 2 mil de xp para cada PJ, desde que seja postada até a data da próxima sessão, a qual sugiro que ocorra em 22 de dezembro de 2012, nossa!!!Mas será aniversário do Naroti!!!
Aguaro-od.
Afagos.

BIS IN IDEM - COLÁPSO - XP

SENHORES,
BOA TARDE.
SEGUEM OS VALORES DOS XP:

- UTHER: 8MIL;
- ROG: 8 MIL;
- LAUCIAN: 4 MIL;
- SOVELLIS: 4 MIL;
- BRIDA: 4MIL.

ABS

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Próximo Encontro Atualizado




Esta postagem é apenas para informar que o próximo encontro foi marcado.
Não postem aqui, postem na página do encontro.

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Aniversários

Olá pessoal tudo bem?

Neste final de semana tivemos dois aniversários de nossos amigos e integrantes do no grupo de RPG.
O JM no sábado dia 20 e o Vitão, vulgo Uther no domingo dia 21!
Parabéns aos dois e que esta data se repita por muitos e muitos anos!

Parabéns meus amigos!
Um grande abraço!


quinta-feira, 4 de outubro de 2012

João Vitor Ap Vitor, Bebê Nível Épico

Bom dia a todos. Espero que joguemos no sábado, pois preciso entregar os convites do aniversário do João Vitor. De qualquer forma, todos os players (e agregados) já estão devidamente convidados para a festa de 1 ano, que será no dia 27/10 (sábado). Afinal, o JV subirá de nível. Grande abraço

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

XP, BIS IN IDEM III - COLAPSO

SENHORES,
O XP DAS ÚLTIMAS 2 AVENTURAS.
Cada sessão atribui 1.5 mil pontos de xp. Assim:
- Uther, Brida, Sovelli e Rog: 3mil xp cada um;
- Laucian e Fulgor: 1,5mil xp cada um.
É isso.
abs

sábado, 15 de setembro de 2012

Rog em busca da verdade!


Rog os procurou por longos anos, sem nenhum resultado, nada o que encontrara o levara a seus amigos. 
Desesperado por tanto procurar e nada encontrar, Rog resolve procurar algo que estava buscando há tempos, sua origem. Tinha como pista o brasão do tigre no pano vermelho e dois nomes que imaginava serem de sues pais Suel e Ena Havelus.


Rog partiu sozinho de  Folkerram em uma missão de descoberta interior. A viagem até Greyhalk durou longos 25 dias. Greyhalk ainda cheirava morte e destruição, o mau que um dia nasceu ali ainda não havia deixado aquele local. Após uma volta pelas ruinas, Rog encontra a antiga biblioteca da cidade ou o que sobrou dela.
Uma sombra corre entre as pilastras... ela é rápida, muito rápida. Rog conhece bem o que é ser rápido, mas até pra ele a velocidade impressiona, mas não parece querer seu mau. Após seis dias buscando algo que pudesse revelar o seu passado ele encontra em um livro vestígios de uma família com o nome Havelus, a sombra ainda não abandonou Rog, ele a vê se esgueirando nas paredes... ela está o observando desde quando chegou a Greyhawk.
Após uma análise completa do livro Rog descobre que a família Havelus era na verdade um clã que viveu em Greyhawk desde a sua fundação e que esteve presente até a sua destruição, eram nobres, mas tinham uma maldição, eram conhecidos como os Tigres de Kai. Kai é um Deus que não é reverenciado há milênios, pelo menos é o que dizia Lo Kang. Esse velho sabia, com certeza ele sabia de tudo, mas porquê ele não revelou? Será que queria me proteger?
O livro não revela nada sobre Suel e Ena, Rog está decepcionado... mas a sombra ainda está lá. Em um minuto de fúria, a forma carnal se desfaz e seu corpo torna etéreo. O caminho pela forma etérea é como se o mundo que conhecemos ficasse em câmera lenta e o caminhante chega ao local desejado em uma fração de segundo. Nesse momento, Rog assusta com o que vê, parece uma forma familiar, algo que já viu, no seu passado... ou no seu futuro. A forma alta e com longas garras afiadas e um olhar intimidador se revela dizendo.
_Rog, meu caro. Esperei por muito tempo, eu sempre soube que você viria em busca de sua origem e agora eu vou te guiar. 
_Mirion, o homem tigre, quem diria, diga o que você sabe...
_Venha eu vou te mostrar...
Rog caminha ao lado de Mirion, o homem tigre que conheceu ao lado de Máximus de Predome lideravam em um mundo muito caótico.
Mirion os guia até um templo destruído e diz que ali vivera o seu povo. Rog foi enviado em um ato de desespero por seus pais Suel, o homem tigre e a humana Ena a um velho amigo conhecido como Lo Kang, o monge. Sabendo que você era uma criança especial, pois a força estava em seu sangue, assim foi chamado: “a criança de sangue”
 Mirion revela também que Suel era seu irmão, portanto ele é tio de Rog e eles são o que sobraram do clã. Mirion diz estar vivo apenas por que esteve aprisionado pelos vampiros na época em que Greyhawk foi destruída. O Cão foi dizimado pelo mau que assolou a todos nesta cidade.
Rog entusiasmado com as revelações diz...
_Então realmente eu sou um Havelus? Sou Rog Havelus filho de Suel e Ena.

_Sim meu sobrinho... mas do que isso. Você também leva consigo algo que ainda não foi revelado. Você é como eu, e como seu pai... 
Nesse momento Mirion coloca em Rog um amuleto...
Sita a força fluir de dento de você...veja a verdade ser revelada...
Ensandecido, Rog sente uma dor em todos os seus ossos, algo que nunca havia sentido parece que estão quebrando um a um... a carne está rasgando, a visão está turva, uma fúria interior cresce sem limite...
Venha Rog você renasceu...Kai está feliz hoje.


Mirion, o homem tigre




A verdade revelada



Relato de Encontro 01/09/2012


sexta-feira, 14 de setembro de 2012

terça-feira, 4 de setembro de 2012

O FUTURO DOS NOSSOS PERSONAGENS - IMPORTANTE, LEIAM

Senhores,
Boa tarde.
É sabido que, após quase três anos de pura diversão na mesa de jogo, nossos primeiros e preciosos personagens vão atingindo o tão sonhado nível épico (20º nível em diante).
Comecei a história "Bis in idem III, Colapso" com o escopo de levá-los ao nível 20 concluindo a saga dos PJ's.
Depois desse posto, eles seriam "aposentados" e eventualmente nós jogaríamos em ocasiões ímpares.
Bom, mudei de ideia. Não prolongarei minha aventura. Passarei o escudo do mestre ao Thiago. Pedirei que não delongue muito a história também, e por fim, eu e o Dindo, mestrando juntos, concluiremos o ciclo desses personagens.
Assim, saborearemos um novo estilo de história, com o do Thiago e concluiremos a saga desses pjs através do Dindo e de mim. Nada mais justo.
É uma ideia que tive com o Zé. Caso alguém queira mestrar nessa reta final, obviamente, seria muito bacana também.
É isso ai, vamos nos falando.
Espero haver jogo daqui a duas semanas.
abraços.
obs1, Caroti, posta a foto do encontro
obs2, muda a cor do blog, essa já ta batida!!!



sexta-feira, 31 de agosto de 2012

O SENHOR DOS ANÉIS - TRILOGIA VERSÃO ESTENDIDA EM BLU-RAY



Caixa dura, com imã para trancar


Vem 3 sub-caixas, uma para cada um dos 3 filmes. Cada sub-caixa vem com 5 discos, com os filmes e extras

Eu segurando o um anel

Eu usando o um anel

vem com o um anel, claro!

sábado, 25 de agosto de 2012

Relato de Encontro

Bom pessoal, finalmente depois de muito tempo sem postar o relato de encontro está ai ai foto do nosso último encontro. Vou postar depois as fotos dos encontros passados.

Esta ficou escura e o Firmo piscou!


Esta ficou melhor, mas o Firmo ficou na mesma posição da primeira! (não é montagem OK)

sábado, 18 de agosto de 2012

A Batalha em Adarkar

-Mantenham suas posições! Alinhem as catapultas! Preparar as flechas! É difícil pensar que isso está acontecendo. O céu se rasgou e o exército desceu pela fenda. Mesmo sabendo que não estamos lutando contra forças desse mundo, lutaremos da melhor forma, até o último homem e nossos nomes serão lembrados por toda a eternidade. -Ao meu sinal, quero os clérigos abençoando nossos homens. Eles são muitos, mas nossa posição defensiva nos dá uma enorme vantagem. Meu receio é pela incerteza de não saber do que eles são capazes. -Agora! Iniciem as orações. E então se ouve: -“Piriatos certerum est”. -“Creveras proterum vazz”. -“Batcho batcho hes”. -“Dalia taurus domen”. Imediatamente os homens sentem-se mais preparados e abençoados. Todos respondem em uníssono: -“Hei”!!! Os invasores avançam. Embora numerosos, não parecem ter uma disciplina tática ou estratégia definida. -Soltem as catapultas! As pedras voam e, depois, esmagam os inimigos. Gosto de catapultas. Seus efeitos são devastadores. No entanto, os inimigos ainda avançam. - Quero uma saraivada de flechas da primeira e segunda fileiras. Depois que as flechas derrubarem os inimigos, a terceira e quarta fileiras deverão disparar. Sigam esse procedimento até eu ordenar o disparo livre. E as flechas deixam os arcos ao belo som da corda vibrando e formando uma nuvem negra no céu. Inúmeros inimigos tombam. Outro disparo se segue. -Senhor Uther, os inimigos estão ao alcance da catapulta de óleo. As flechas incendiárias estão prontas. – Diz o clérigo Silas. - Dispare a catapulta. Assim que o óleo se espalhar queime os desgraçados. A visão do exército inimigo se espalhando em fogo é motivadora. Nossas armas de destruição em massa têm sido eficientes. Até o momento, não vejo como o inimigo pode nos suplantar. E então alguém grita: -Lá no céu! Vejam! Dragonetes! E um enorme dragão negro. Sem muito tempo para pensar, as ordens vão surgindo naturalmente: -Mirem as balistas no dragão. Afastem os dragonetes com as flechas e lanças. Quero homens protegendo sãs catapultas e balistas. O dragão é colossal. Sua presença é extremamente intimidadora, de forma que o moral dos meus homens pode ser abalado. Algo precisa ser feito. -“Revestum bravura mantus”. E logo os homens ignoram o medo. E então o dragão ataca uma das torres. A força do golpe e o peso do monstro a deixam em pedaços. Dragonetes lançam orcs na muralha. Uma enorme escada consegue sobrepujar o fosso. Orcs tentam uma invasão. -Fulgor! Siga-me! – Fuerza máxime justike. Minhas habilidades de combate melhoraram. Vejo o anão investindo ferozmente derrubando 3 orcs da muralha. Um dos meus leões cai ferido. – Vita mortis raier. E então ele se ergue pronto para o combate. No calor da batalha, enquanto os últimos orcs são mortos na muralha, um dragonete se aproxima. Parece um sonho ou uma miragem, mas a visão daquele traz uma dor na barriga. Ele se aproxima, aponta a espada em minha direção e então voa para longe, levando os demais dragonetes consigo, enquanto a fenda se fecha no céu. Meus homens gritam em comemoração. E eu permaneço pasmo. Não posso acreditar que seja ele. Pelo menos, Adarkar resistiu com louvor, com pouquíssimas baixas.

Grandes poderes, grandes responsabilidades

Aquela mensagem de um ataque Orc causava grande transtorno em Laucian. Suas memórias o machucavam. Porém dessa vez, não era somente sua família que estava sendo ameaçada, mas sim um Reino que estava sob seus cuidados. Agora estava sob seus cuidados uma enorme família.
Uma mistura de sentimentos tomava conta de Laucian enquanto comandava o preparativos para a batalha.
"Não pode falhar" - como se algo sussurrasse em seus ouvidos

E o grande dia se aproximava e uma auto cobrança persistia.
"Todos dependem de você" - a voz continuava

Até que chegou o dia da batalha
"Você já enfrentou vários desafios e está pronto" - um outro som o consolou

A floresta estava totalmente preparada para um ataque externo, mas nem os próprios anciões poderia prever que o céu se rasgaria e uma orda de Orcs simplesmente apareceriam no centro da floresta.

Todos foram pegos de surpresa

"Hoje é o dia em que devo provar que mereço tudo o que recebi" - era Laucian falando para Laucian!

A batalha acaba e olhando em volta Laucian se abaixa e chora.

Ele não sabe como e porque acabou. Mulheres e crianças mortas. O desespero e o sentimento de dever não cumprido toma todo seu coração. Tenta ajudar os que estão próximos e ao ver um filho chorando pela mãe morta, um novo sentimento desperta: o de vingança. Laucian Aramilis se levanta.

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

A Defesa de Adarkar

Uma invasão anunciada. É fácil imaginar porque a invasão seria em Adarkar. Só é difícil saber porque fora anunciada. E o anúncio possibilitou construir uma defesa sólida, transformando o Castelo em uma fortaleza inexpugnável. Torres de vigias ao redor da cidade, reforço de placas de ferro no portão, estacas no fosso, convocação do fyrd. Ações demoradas puderam ser realizadas a contento. Olho em volta e vejo as defesas do Castelo: 5 catapultas, 6 balistas, portão fortificado, fosso com estacas, caldeirões de óleo fervendo, torres para arqueiros, muralhas com parapeitos e uma fortaleza santificada. Em condições normais, nenhum exército pode superar essas defesas. Então lembro-me de meu pai, Ragnar Ap Ravny, olhando em meus olhos dizendo: - Querido Uther, uma fortaleza é tão forte quanto os homens que a defendem. Olho ao meu redor e não vejo homens. Vejo leões! Vejo predadores. Vejo um animal que está no topo da cadeia alimentar. Sim, Adarkar resistirá. Agrupei as forças defensivas da melhor forma. As muralhas repletas de guerreiros. Os parapeitos nos protegerão, de forma que nossas flechas serão fatais. Paladinos e clérigos os acompanham, aumentando sua coragem e habilidades. Soveliss e os Soturnos estão nas torres, local em que seus ataques serão maximizados. O fyrd ficará como força de reserva. O fosso nos trará uma enorme vantagem contras as escadas e escaladores. As catapultas combaterão eventuais armas de cerco. Em minha mente detalhista não vejo fraqueza, até porque nossos estoques de comida estão cheios. Ando ao redor dos muros cumprimentando meus homens. Vejo que o moral deles está elevado. E então o céu se rasga... - Todos a seus postos! Preparem-se para a batalha! - Soem as trombetas! - Fffooooooooommmmmmmmmm!!!! E outros barulhos se seguem. - Fffffooooooommmmmm!!!! - Ffffffooooooommmmmmmmmm!!! - Ffffffoooooooommmmmmm!!!! Pelo visto combateremos coisas do outro mundo. Que Heironeuous nos proteja!

sábado, 4 de agosto de 2012

Diário de Lorde Uther Ap Ragnar - Pág. II

Aos ***** CV,eu, Lorde Uther Ap Ragnar, Conde de Adarkar, Defensor do Reino de Folkerran, Senhor dos Leões Dourados e Defensor Divino da Ordem do Escudo Sagrado de Heironeous, escrevo: 1. O Atentado: O atentado perpetrado pelos orcs não ficará impune. Uma tentativa de matar meu herdeiro será respondida com as garras do leão. Determinei que a milícia de Adarkar vasculhe e interrogue todos os orcs da cidade, tenham eles domicílio fixo ou não. 2. O Guardião do Portão: Nomeei o Templário Eddie Irvine (paladino) como "Guardião do Portão e da Ponte" do castelo de Adarkar. Sua habilidade de detectar o mal certamente será útil. Para o exercício de suas funções, ele contará com uma guarnição de 30 homens, dentre guerreiros, clérigos, paladinos e rangers, que controlarão o fluxo de entrada e saída do castelo. 3. As Patrulhas: Estabeleci um sistema de patrulha ao redor do Castelo. Serão 2 patrulhas de 20 homens durante o dia e 2 patrulhas de 30 homens durante a noite. Eles percorrerão um perímetro de 4 quilômetros ao redor do castelo. Os rangers percorrerão um perímetro maior, de 6 quilômetros, atuando como batedores. 4. O Halfling: Sinto imensa tristeza pela morte de Brin. Ao longo de seu serviço, ele mostrou extrema dedicação e lealdade, de forma que seu sacrifício era esperado. Sua vida salvou a do meu herdeiro, de forma que não pouparei esforços para ressuscitá-lo. 5. As Relíquias de Heironeous: Mandei mensageiros para procurar as Relíquias de Heironeous, um dos mais importantes objetivos da Ordem. A conquista de pelo menos uma delas, certamente trará maiores seguidores para o templo. 6. O Anão Ferreiro: Muito complexa é a história do anão ferreiro. Embora todos aleguem se tratar de um grande ferreiro, suas habilidades tem se mostrado diferentes. Talvez ele possa ser útil nesse tempo conturbado. Não havendo mais nada de relevante, no momento, encerro essa página colocando, ao final, o selo do leão.

COLAPSO (BIS IN IDEM PARTE 3)

PRÉVIA!!!




COLAPSO (BIS IN IDEM, PARTE 3)



“Absolutamente. Não há como não esconder as sobressalentes evidências: são extremamente, extraordinariamente poderosos.
Poder é uma palavra com um significado tão vasto quanto sua própria manifestação, quanto a sua própria extensão.
Não há como negar, são seres extraordinariamente poderosos; contudo, apenas isso. Possuem um poder atípico, fora dos padrões e compreensão mundano. Talvez, apenas em várias vidas, outros que não privilegiados pela dádiva, poderiam compreender. Um poder absoluto; mas apenas isso.
Ascensão, deicídio, consentimento, usurpação, inaturalidade, conquista; todos meios de galgar ao posto elevado.
Mas qual o motivos para devoção, pelo sacrifício, pela fé? É justificada pela tomada ignorância dos fracos, dos subjugados, da escória intelectual, científica e mágica.
Claro, há a concessão de poderes menores, é um apoio, é uma troca, uma retro-alimentação. Fora isso, ignorância inócua.
São penas pessoas com muito poder, magnífico poder, extraordinário poder.
Podem os mundanos atingirem tal poder, é raro, contudo podem; mas para que a devoção, a adoração, o sacrifício? Não se justifica.
Eles podem ressuscitar, matar, construir, destruir, tudo. Mas quem não pode?
Eles apenas têm mais poder, extraordinário poder.
Mas porque não? Por que não podemos ter também? Com um algo a mais: não precisamos ter os problemas da adoração, as súplicas e lástimas dos seguidores. Por que não apenas, o poder? Para que ser: um Deus?
(Zigfried Haskaein, em 15 de kytorn de 1376 CV).

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Batman no Facebook

Postado pelo Kibeloco o perfil do "Batima" no Facebook
Quem já viu o filme entenderá melhor...


quem não conseguir ver direito pode ir nesse link
http://kibeloco.com.br/2012/08/03/status-parte-12/

terça-feira, 31 de julho de 2012

Colapso, (Bii,3) - Rog, o monge ascendente, parte 2

...então Rog se surpreende, vê a frente, na figura do andarilho, sua imagem e semelhança.
O marcial não toma postura agressiva, pois não a sente. Apenas fica perplexo, nem tanto, pois este mundo permite tal plágio.
O sócia pede permissão para entrar. Rog aceita.
Ambos adentram ao casebre,, e lá, o sócia explica que Rog corre perigo, bem como a rainha Vilenesh, Mira, a Raposa da Lua e Gené. E que por consequencia, toda Folkerran corria perigo.
Completa a explanação dizendo que foi enviado por um amigo, e que veio tomar o lugar do monge para a segurança de todos.
O colar de cordão serve para que a mente de Rog não seja lida por magia bem como não seja descoberto pelos mesmos meios.
Por fim entrega um pergaminho, indicando um local onde o monge, optando, deveria se esconder, ao menos até o final do ano de 1378CV. Crucial lapso temporal para Folkerran.



Colapso (Bii, 3) - As grandes árvores




CIDADE ELFICA DA NOVA DINASTIA ARAMILLIS





Para o passado ficou a dinastia Elises, a Aramillis era implantada.
Laucian Aramillis, o novo líder élfico, salvador dos ascendentes e descendentes. Tentando cada dia mais se familiarizar e entender a cidade.
Trabalhando, escutando, estudando, aconselhando e sendo aconselhado, Laucian se erguia para os elfos. Com os pulsos leves dos elfos (e isso é um elogio), Laucian torna-se maior a cada dia.

- - - - - - - - - - - -- - - -  -

28 de Tarsakh de 1378 CV, onde as árvores são têm mais vida, Floresta dos Elfos.
É noite.
O pássaro verde chega até o novo General Nasselen Aramillis (*revolucionário que marchou ao lado de Laucian na reconquista da cidade. **sobre nome Aramillis devido a nova dinastia élfica que surgia. Pelo costume todos os elfos herdavam o sobrenome da nova dinastia), pousando em seu braço.
O general observa o pássaro escutando-o com a mente.
Sorri e em seguida afaga o belo animal e deixa-o partir. Logo acirra o olhar e corre.
De repente outros 10 elfos momam seu lado, todos em direção a parte sul da cidade. Lá entrelaçados em meio às armadilhas criadas pelas árvores, 5 orcs, mortos enforcados pelas grandes raízes!!!

NESSALEM ARAMILLIS - NOVO GENERAL DA CIDADE ELFICA


Colapso (Bii, parte 3) - O grandioso menor imortal

Apenas os corações dos leões eram grandiosos para agregar o menor.
Ele se permitiu, se misturou, serviu, jurou, honrou, herdou e por fim amor. Amou aferradamente o líder de todos os leões. Amou a família a quem serviu.
Foram poucos os anos, mas os melhores de sua vida.

- - - - - - - - - - - - - - - - 

29 de Tarsakh de 1378CV, em Folkerran, mais precisamente nos verdes campos do condado de Adarkar.
O verde dos campos de Adarkar antecipava a vindoura primavera.
A condessa Taliesin, grávida do filho do conde, era acompanhada por seu préstito, lindas mulheres e o menor.
O sol da manha era agradável, a grande toalha aberta em baixo da rainha das árvores servia os alimentos, fartos, ricos.

O dia seguia feliz, as mulheres recitavam e cantavam seguindo a ávida barda. Até que o dia começou a ficar vermelho.

a ponta de uma flecha atravessa a garganta de uma das acompanhantes, Liris de Fior, calando-a abruptamente.

O horror acabara de se instaurar. A canção entoante deu lugar aos gritos de desespero.

"-Corram, chamem os guardas" - diz a barda dona das terras.

Na tentativa de fuga das acompanhantes, as flechas começam a aparecer, vindas do nada, correndo atrás, uma a uma, das lindas mulheres.

Ao longe surgem três cavaleiros que correm em direção para o auxílio.

O menor e a condessa, acostumados às armas, aguçam seus sentidos, ouvem, observam, esquadrilham, contudo, o menor é mais rápido. Percebe a flecha de fogo primeiro que a condessa.

 - -  - -- - - - - - - -  - - -

O Menor. O grandioso Menor. Primeiramente amado pelos corações dos leões, depois amado por todos.
Não hesitou. Serviu, jurou, honrou e por fim amou. E foi por amor, amor de gratidão, amor de servidão, que se atirou na frente da condessa, salvando-a, salvando o herdeiro. Salvando Adarkar.

E por fim, os corações dos leões sempre o amarão.

- - - - - - - - - - - - - - - -
Os atiradores, orcs, forma perseguidos, e precipitadamente mortos. Os cinco. Todos fazendo uso de magia de invisibilidade.

Adarkar sofre com a morte do grande menor, "BRIN"!!!!!


BRIN

TALIESIN



sexta-feira, 27 de julho de 2012

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Diário de Lorde Uther Ap Ragnar

Aos **** CV, eu, Lorde Uther Ap Ragnar, Conde de Adarkar, Defensor do Reino de Folkerran, Senhor dos Leões Dourados e Defensor Divino da Ordem do Escudo Sagrado de Heironeous, escrevo:

1. - A Busca pelo Maldito: Nos próximos dias intensificarei as buscas pelo Maldito, empregando, além de homens, recursos financeiros, com o objetivo de descobrir o paradeiro daquele cujo nome não deve ser pronunciado. Com as informações obtidas com o malfadado ritual e as novas investidas, espero obter maiores informações sobre o Desonrado.

2. - Benjamim Albuquerque: Ainda não consigo avaliar se a morte daquele rato é algo bom ou ruim. De qualquer forma, sinto-me grandemente aliviado por saber que ele está morto.

3. O Sangue da Criança: Joguei fora o sangue da criança que estava sob o meu poder. Seria muito arriscado mantê-lo guardado, pois poderia cair em mãos erradas.

4. O Segredo: Pessoas importantes escondem coisas importantes. Preciso pensar em uma forma de obter maiores informações sobre esse segredo, pois pode custar o futuro do reino.

5. Hagen Ap Uther: Revelações divinas me mostraram que meu herdeiro será um menino. Tomei o cuidado para que os lordes de Adarkar reconhecessem minha descendência como legítimos senhores do condado. O documento, elaborado em 3 vias, foi assinado por Lorde Gerrard Mallister, de Llanowar, Lorde Teodric Stoke, de Kjeldor, Lorde Aelle Siemens, de Powys, Lorde Galbart Harrys, de Tolária, Lorde Jason Milner, de Phyrexia, e pelo Conselho de Espadas da Ordem do Escudo Sagrado de Heironeous. É reconfortante saber que os lordes de Adarkar apoiarão meus sucessores. Uma via do documento ficará guardada em Adarkar, uma ficará guardada na Ordem do Escudo Sagrado. A terceira será enviada à Rainha Vilenesh, em Folkerran, para que tenha ciência do ocorrido. Já solicitei à Lady Taliesin que prepare o feitiço para encobrir a mensagem. Uma caravana de mensageiros partirá em breve. Estou buscando informações sobre as filhas dos Condes de Folkerran para formar uma aliança através casamento de Hagen Ap Uther.

6. As Proteções: Foram encerradas as santificações no Castelo de Adarkar e no Templo da Ordem. Estou certo de que as magias tornarão os locais bem protegidos. Os benefícios, inclusive, tornarão meus guerreiros mais fortes. Com o treinamento avançado e lutando ao meu lado os locais se tornarão inexpugnáveis. 7. Faleth e Becafex: Foi um privilégio ter derrotado os irmãos negros. Ainda guardo na mente o rosto cadavérico de Becafex. Seu chifre se tornou um amuleto mágico, que usarei para me lembrar dos tempos gloriosos. Durante a batalha, lembro-me de ter tido receio de não ver o nascimento de Hagen Ap Uther. É incrível como em tão pouco tempo nossas ambições mudam. Embora Becafex fosse mais poderoso, a vitória sobre Faleth foi mais saborosa, porquanto derrotado exclusivamente por Heartbreaker.

8. A Ordem: A Ordem do Escudo Sagrado de Heironeuous tem sido fiel às suas finalidades. A credibilidade da Ordem tem feito inúmeros lordes, mercadores e ricos em ascensão a procurar os serviços da instituição. O aumento da minha reputação com a derrota dos irmãos negros, tem trazido várias pessoas que buscam iniciação na Ordem. Constituí uma comissão para avaliar a qualidade dos candidatos, porque a Ordem deve se pautar por homens que sejam capazes de cumprir os votos. Não posso permitir que um membro viole o código de conduta. Diante do iminente aumento dos membros, farei uma doação em ouro para reformar o templo. Solicitei os mapas de Adarkar em busca de um local estratégico para a construção de um novo templo, que, certamente, será necessário em breve.

9. Os Leões Dourados: Efetuei uma divisão em meus leões, que se dividirão da seguinte forma: 26 serão minha guarda pessoal e doméstica, devendo proteger, inclusive, Lady Taliesin Nightwish; 50 defenderão o forte de Luntes; 100 permanecerão no Templo da Ordem; 150 defenderão o castelo de Adarkar.

10. O Caçador: Entregarei Julian, o Caçador, para ser julgado pela morte de Lorde Orion Blackvile e por outros crimes. No entanto, tendo em vista a cooperação do acusado, inclusive com o fornecimento de informações importantes, designarei um paladino da Ordem para atuar em sua defesa perante o tribunal. Ficarei a disposição para atuar como testemunha. Apesar dos crimes, considero que as informações do Caçador foram importantes para o desfecho dos eventos, de forma que, talvez, consiga um abrandamento da pena. Não havendo mais nada de importante, no momento, encerro estas páginas, colocando, ao final, o selo do Leão Dourado.

terça-feira, 24 de julho de 2012

COLAPSO (bii, III) - Considerações iniciais dos personagens

Senhores, Bom dia. Estou eu muito a toa esperando meu vôo aqui em Campinas. Resolvi postar esse espaço para que vcs colocassem a posição de cada personagem na exata semana seguinte ao final da aventura do Zé. Coloquem o que resolveram fazer de importante, caso queiram criar algo para os personagens etc. Em principio tudo vale. Dindo, defina qual personagem vc jogará. Post sobre o mesmo aqui. Concomitantemente, como já fiz com o Roger, irei lançando, até o inicio da história, Di 04/08/12, conforme previsão, historias sobre cada um. Sejam criativos e boa sorte. ABRACOS.

segunda-feira, 23 de julho de 2012

COLAPSO (bii,III) - ROG, O MONGE ASCENDENTE - parte 1

   Uma semana após o episódio do Sol negro, Rog, o monge ascendente, medida em sua pousada recém construída. Trata-se do monastério de Heironeus, aos arredores da abalada Folkerran.
   O quarto é de madeira, o tapete é de decido provindo do reino de Garbo, ao leste, a janela possibilita a entrada da suave brisa noturna, iluminada pela luz da lua e por uma única vela ao canto.
   A posição é de seiza. A mente é tranquila. A alma é distante e os pensamentos não pertencem ao corpo.
   De repente os olhos se abrem. Rog consegue sentir que alguém se aproxima. Consegue saber, inclusive quem é. Pope Moisen, um mone iniciático.
   O ascendente vai direto para os portões do monastério usando sue passo tério, deixando o jovem aprendiz bater em sua pousada sem êxito.
   Um homem vestido um manto marrom com um capuz estende a mão e entrega um caixa. Rog não sente uma postura ofensiva ou maligna do homem, porém, fica incomodado.
   Rog aceita o dado e logo o abre, presenciando um colar de cordão, que de imediato lança um brilho azul que logo se esvaire.
   "- Um presente de um amigo. Acho por bem usá-lo.", diz o visitante, retirando seu capuz e causando perplexidade a Rog.

 
 


domingo, 22 de julho de 2012

DIABLO 3 - FASE DOS PÔNEIS -fiz

Senhores,
Consegui através de um amigo. Ele abriu e nós jogamos!!!
Mas ainda não consegui todos os itens.
Realmente, uma vez aberto, sempre aberto. Por isso ele conseguiu me levar pra jogar.
Vejam através do link.
http://blogdofirmo.blogspot.com.br/

COLAPSO (BIS IN IDEM, PARTE III)

Pessoal,
boa madrugada.
A próxima aventura tem o nome de "Colapso (Bis in Idem, parte III)".
Tudo aponta a estréia para o dia 04/08/12. Conto com   a presença de todos.
Dindo, parabéns pela sua história.
Será difícil, mas tentarei melhorar!!!
Por fim, e por durante muito tempo:
!!!!!POR TYR!!!!!!

sexta-feira, 20 de julho de 2012

SOL NEGRO - O FIM SE APROXIMA



Cryatus
         
    "O clérigo está no templo. O eclipse está prestes a começar. O templo, outrora grandioso, está em ruínas. Há muito tempo não circulavam tantas pessoas por estes muros. Somente indigentes e monstros ocasionais. Nada que os soldados da Lâmina Nefasta não eliminassem rapidamente.
                Assim, ele acelera o passo, pois a hora se aproxima. Mas não se dirigi ao subsolo,local do ritual. Ele sobe as escadas carcomidas, com passo acelerado e uma crescente ansiedade. Ele sabe que seu plano está prestes a funcionar, cada peça encaixando como o planejado. Ele chega há um salão sem teto, pois este já desabara há anos. Restos de alvenaria e telha estão no chão. Afasta alguns entulhos com o pé e olha em direção ao céu. Poucas nuvens não impedem de ver a grande lua se aproximando do sol. O eclipse começará em menos de uma hora. Um deslocamento de ar o faz virar a cabeça. Ele vê um imenso dragão negro pousar e transformar-se em um grande homem negro. Com um aceno de comprimento, os dois começam a descer a escada. O homem negro pergunta:
                - Avariok já voltou do inferno?
                - Ainda não, mas a qualquer momento agora.
                Em silêncio descem as escadas, passando por vários guardas que vigiam o local.
Chegam a uma sala guarda por dois homens. Passam pela porta e encontram uma sala com uma curiosa decoração. Um vitral no alto permite ver que a claridade começa a diminuir. A mesa que este local possui está arrumada, porém tem papéis de algum uso recente. No centro há quatro pedestais com runas, e entre eles, um portal roxo. Aguardam alguns minutos em silêncio. O clérigo começa a ficar impaciente, e nota que o Dragão continua com o cerne fechado como quando entrou na sala. A iluminação do vitral diminui. O eclipse começou.
                - A qualquer momento agora... diz o clérigo, não contendo a ansiedade.
                Mas, os segundos após suas palavras trazem uma desagradável surpresa: o portal desaparece.
                Os dois se entreolham. Com um rosnado, o dragão diz:
                - Vamos!
                Eles saem com passo acelerado, quase correndo e descem para o subterrâneo.
                Logo chegam a um imenso salão, com mais de 30m de altura. Grossos pilares de alvenaria sustentam o teto. A parte sul do grande salão passa um largo rio, cujas margens foram pavimentadas. O vasto subterrâneo deste antigo templo era usado como um porto, e as ruínas sugerem que houvera muita movimentação neste lugar. No centro do grande pátio, o ritual está preste a começar. Três macas encostadas, candelabros com velas, pedestais com runas, artefatos mágicos cercam o local. Quatro magos sustentavam um som monofônico, dando ao ambiente a consistência mágica necessária para o impensado acontecer. Uma das macas está vazia e as outras duas possuem um corpo em cada, os dois parecendo em animação suspensa. Um corpo adulto e forte, outro velho e frágil. No centro, entre as macas, uma bela pedra negra com traços cinza avermelhados do tamanho de um punho. O clérigo e o dragão chegam e tomam seus lugares. O clérigo fala:
                - Comecem!
 Um dos magos interrompe seu som lamurioso e diz:
                - Mas falta...
                - Não questione! Houve problemas e não temos tempo! Há grande chance de tudo funcionar, mesmo sem o sacrifício! - Grita o clérigo.
                Ele veste sua bata roxa e negra, com o símbolo de um sol eclipsado por uma caveira.
                O ritual tem início. Agora, uma apreensão toma conta de sua mente. É uma peça a menos, isso dificulta, mas não impede o sucesso. Deixa as dúvidas de lado enquanto vê a vida sendo retirada do corpo velho. Pouco falta agora.      
                Antes que percebesse, acontece um ataque surpresa. Usando magias, os aventureiros aparecem e destroem o ritual ao deslocar as runas e derrubar os corpos no chão. Saindo da surpresa, o clérigo que observava o ritual não teve tempo de agir, visto que um cometa o arrastou para a margem do rio sob uma rocha incandescente. Ferido, ele se levanta e observa o homem negro transformar-se em um imenso dragão negro, de 15 metros de comprimento. O dragão voa rapidamente a distância que o separa dos inimigos e dispara uma poderosa rajada de ácido, corroendo as grossas pilastras que os recém chegados usam para se proteger. 
O clérigo também observa os quatro magos se refazendo da surpresa e preparando suas magias. São magos poderosos, e Becaflex, o dragão, também é muito poderoso. Apesar de ferido, o Clérigo se levanta com um sorriso. Então ele nota, mesmo com a distância, que há entre os heróis, o que faltava para o ritual não ter falhas: Derfel Ap Ragnar está com eles. Preparando para lançar uma magia que o curaria, seu macabro sorriso se firma apoiado em uma crescente confiança..."

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Aniversários

Hoje dia 16/07 é aniversário do nosso amigo Mateuzinho, vulgo Laucian Aramilis.
Parabéns Mateuzinho, muitas felicidades...
E dia 21 sábado, é aniversário do nosso amigo André Carneiro, vulgo Soveliss.
Parabéns André, muitas felicidades...

Grande abraço aos dois, e tudo de bom!

domingo, 1 de julho de 2012

Combate Medieval



Pessoal, estreia na próxima quinta feira, dia 05/06 no History Channel uma série que tem tudo a ver com RPG - Combate Medieval (vida medieval) Acho que vale a pena dar uma olhada. Vejam o link que tem outras informações.



quinta-feira, 21 de junho de 2012

Duels of the Planeswalkers 2013


Pessoal, saiu a nova versão do DPTP 2013, quem quiser dar uma olhada segue o link: http://www.wizards.com/Magic/Summoner/

É bem barato, apenas U$9.99 para o steam.


sábado, 2 de junho de 2012

Sol Negro - Armadilha de Ácido

Pessoal, aí está uma pequena introdução para a sessão de hoje! Tomei a liberdade de modificar o final do último encontro, tornando-o mais dramático e já dando a deixa para a ausência de Máximos.
Caroti, prepara o tabuleiro e as miniaturas, pois o bicho vai pegar!!!

"O poder age de maneira diferente em cada ser vivo! E dizem que sempre é perigoso! Pode acabar com todo senso de realidade, laços de amizade... e pode se tornar perigoso quando o perigo passa a ser subestimado.


 “Três vezes é o perigo
Ácido mortal
Nada há de amigo
Contra a luta, o mal”


      A Mensagem enigmática citada pela força superior conhecida como Heironeus indicava que o mal e o perigo era triplicado.
     Sem plano, plenos de poder, a mensagem mal interpretada jogou cinco companheiros em uma terrível armadilha. Sovellis, Máximos, Uther e Rog estão em um quarto da fortaleza de Crepúsculo do Sol tendo um dragão negro na porta e outro na janela.
     Já Laucian encontra-se diante de um poderoso inimigo que acaba de assassinar a Rainha Helena, nada menos que a pessoa que tinham como intenção resgatar!
 
     As coisas já não estavam bem neste momento, com dois dos majores de Becafex cercando os heróis, quando um pedaço da parede do dito quarto desmorona sobre os heróis. Uther não sofre danos, pois as pedras ultrapassam seu corpo em forma gasosa. Rog desvia-se das pedras com facilidade, assim como Sovellis. Mas Máximos é soterrado pela parede.
  Apesar de conseguir proteger-se de danos, está preso e sem possibilidade de participar do combate.
     A parede foi destruída por um dragão negro ainda maior que os dois que os atacavam!
      É Becafex!

     O perigo está triplicado! Três dragões negros para três heróis!

     Um clérigo de Cyric para um elfo Druida!  

     Um paladino de Tyr para uma parede!

     É neste ponto que nossa história se reinicia... Pagando pelo brilho ofuscante do poder!"  

sábado, 5 de maio de 2012

Benjamin enviou uma carta para Lorde Uther


"Caro Lorde Uther Ap Ragner, senhor de Ardarkar, Defensor do Reino...

Tenho a alegria de desvendar minhas pesquisas estão se desenvolvendo muito bem. Para isso, necessito de meu livro para determinar algumas coisas, alguns detalhes que faltam! A base teórica já está pronta.
Porém, necessito de alguns itens para que o ritual funcione:
  • Uma criatura com habilidade de transitar pelos planos.
  • Magia âncora dimensional
  • Uma adaga de prata ritualística.
  • Cinco ónix pretas
  • Materiais de laboratório.
  • Poção de cura.
  • Veneno de Wyvern.
  • Sangue de uma criança de sangue.
  • Uma bola de cristal
Lembro que é extremamente importante que o ritual seja feito em uma clareira e no dia do eclipse, dia 18 de Tarsakh.

sexta-feira, 4 de maio de 2012

No Cair da Escuridão, Surgem os Heróis

Pessoal, faltando apenas 11 dias para o lançamento oficial de Diablo III, conheça os personagens dessa épica aventura

O Arcanista:

O Caçador de Demônios:

O Monge:

O Bárbaro:

O Feiticeiro:

Preparem-se para as noites em claro...

AGE OF PEDREIROS

Novo jogo disponível para PS3 e XBOX!!

O Homem Aranha

Galerinha: Segue o trailer do filme do Homem Aranha. Parece que vai ser legal.

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Os Vingadores

Só pra lembrar hoje estreia “Os Vingadores” (“The Avengers”)

Veja o trailer oficial

quinta-feira, 5 de abril de 2012

Game Of Thrones

Bom dia, nobres amigos!

Abaixo segue um aperitivo para sábado: a trilha de Game Of Thrones na versão rock.

Simplesmente muito louco!

Esse asiático é muito foda. Observem que ele toca violino elétrico (nas imagens abaixo) e violino acústico nas demais. Em cada imagem ele está tocando notas diferentes. Simplesmente perfeito.

Aproveitem.

segunda-feira, 2 de abril de 2012

TREZE COISAS QUE PRECISAMOS SABER SOBRE O FILME DOS VINGADORES

Prepara-se para a estreia em 27 de abril

Érico Borgo
02 de Abril de 2012

vingadores
Omelete esteve no set de Os Vingadores - The Avengers, representado pelos nossos parceiros e colaboradores do Collider, onde descobrimos algumascuriosidades sobre o filme mais aguardado pelos fãs daMarvel Comics em décadas!
  • Quando Joss Whedon foi contratado, os produtoresKevin Feige e Jeremy Latcham deram a ele uma estrutura básico do que queriam: como os Vingadoresse reúnem, o que funciona com heróis Marvel, o que não funciona e como eles imaginavam o clímax.
  • Joss Whedon buscou as impressões de todos os astrosdo elenco antes de começar a filmar, para ter tempo de trabalhar mais uma vez no roteiro. Segundo Scarlett Johansson  (a Viúva Negra), esse processo foi determinante para a coesão da história. Whedon depois sentou com cada um deles individualmente para discutir detalhes, exceto Tom Hiddleston, com quem ele já havia tido uma longa conversa logo depois de Thor para discutir tudo o que havia para ser discutido sobre Loki. O vilão, em Thor, era confuso e tinha problemas, mas em Vingadores sabe exatamente o que quer e entende seu poder.
  • Para Whedon, Os Vingadores é a "Parte 1" de uma nova série e não uma espécie de continuação dos filmes anteriores da Marvel Comics. Para tanto, ele reintroduz todos os personagens, como se fosse o primeiro contato do público com eles.
  • Os Vingadores é contado do ponto-de-vista da S.H.I.E.L.D. e inclui o dia-a-dia da agência de defesa e cerca de 20% do filme se passa no porta-aviões voador que é a base de operações deles. Agentes terão mais espaço, incluindo o já conhecido Coulson (Clark Gregg).
  • Depois de Os Vingadores, os personagens voltarão às suas franquias individuais e suas próprias histórias.
  • Loki tem cenas individuais com quase todos os Vingadores, sempre tentando separá-los.
  • Homem de Ferro (Robert Downey Jr.) vestirá uma armadura nova no filme, a Mark VIII.
  • Os diálogos do Capitão América (Chris Evans) foram trabalhados para parecerem saídos dos anos 1940.
  • Hulk fala, mas não é muito articulado. Bruce Banner tem algum controle sobre ele, mas não muito. Mark Ruffalo se inspirou em gorilas para dar ao Hulk seus movimentos, já que fez toda a captura de movimento do monstro.
  • Thor retorna a Terra no começo do filme para caçar Loki.
  • Há uma história passada subentendida entre a Viúva Negra e o Gavião Arqueiro (Jeremy Renner).
  • Haverá tensão típica dos quadrinhos entre os heróis dos Vingadores.
Do site omelete.com.br.