terça-feira, 31 de agosto de 2010

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

LORD NEGRO

PESSOAL:
Abro este espaço para que vcs postem, sob a óptica de cada uma de vcs, como foi a luta contra o Lord Negro.
Segue imagem dele abaixo.
abraços.

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Dragon Age: Origins

Hello!!!!

Mais um vídeo sensacional de um jogo que, segundo disseram, também é sensacional.

Trata-se de Dragon Age: Origins. Pelo que observei, o jogo é para PS3, PC e XBOX.

O jogo foi produzido pelos criadores do Baldur's Gate, além de outros.

Very Good!

Não deixem de ver e comentar, porque é assim que temos que agir na batalha.

Até amanhã...


quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Darth Vader in Love

Olá pessoal, assim como o Vitão costuma dizer, tudo que é do Star Wars também me é muito caro!!
Assim, encontrei um vídeo muito bem feito do cotidiano do Darth Vader, algo que nós, simples mortais de uma galáxia muito distânte nunca poderíamos acessar. As fraquezas, desilusões... vou parar de falar senão estrago o vídeo.




O sabre de luz do Darth Vader vai ficar na saudade....

Foi lançado Castle Ravenloft para a 4ª edição!


 

Bom pessoal eu sei que esse assunto de 4ª edição não interessa aos jogadores do nosso grupo, mas tem muita gente por ai que joga 4ª, portanto aproveito para postar essa notícia e o mais importante montrar o vídeo onde o Mike Mearls vai abrindo e mostrando o conteúdo da caixa que é bem legal. (da pra ver a questão das cartinhas da 4ª edição)
Depois de muito tempo a Wizzards voltou a lançar produtos de D&D em caixas, isso é bem legal!

Cenário: Dark Sun

Aproveitando o lançamento de Dark Sun para a 4ª Edição de D&D pensei em criar esse post para monstrar um pouquinho desse cenário desafiador de dungeons dragons.  E com isso criamos mais uma sessão aqui no blog, a Cenários, esperamos postar todos aqui para que conheçamos melhos os "mundos" de D&D.

Preparem para enfrentar o deserto escaldante de Dark Sun. Peguem seus protetores solares e seus galões de água e entrem nessa aventura.



Dark Sun é um cenário de campanha para Dungeons & Dragons criado em 1991. É ambientado em Athas, um mundo árido devastado pela magia, onde ler e escrever é proibido, psionismo é comum e a lei do mais forte impera. O cenário original foi descontinuado em 1997 e desde então todos vinham se contentando apenas com material não-oficial criado por fãs. Em 2000 athas.org foi selecionado como o site oficial para Dark Sun pela Wizards of the Coast, começando pela primeira vez em 3 anos a desenvolver material novo, assim como trazendo as regras para a versão atual de D&D.

E o melhor de tudo é que um site brasileiro traduziu vários livros e suplementos de Dark Sun criando uma biblioteca enorme em portugues, estou falando do site Dark Sun Brasil


Dark Sun Brasil


O projeto Dark Sun Brasil nasceu em 2003 como um braço tupiniquim do athas.org, se tornando o site oficial de Dark Sun em português com o objetivo de trazer ao público brasileiro material oficial para os fãs do cenário que não dominam o inglês.
Atualmente, o Dark Sun Brasil é composto por Bruno Santos, Fabiano de Oliveira e Fabrício Lopes, além de alguns fiéis e prestativos templários e templagiários e não só manteve como ampliou sua influência junto ao site athas.org ao longo desse tempo.
Além dos projetos de tradução do material oficial, começamos também a traduzir o material OGC do Expanded Psionics Handbook, sem o qual Dark Sun - um mundo extremamente psiônico - nunca se tornaria tão popular nos países que falam o português quanto nos demais países do mundo. O sucesso foi tanto que começamos a fazer o mesmo com os demais materiais.
O próximo passo, desejável e inevitável, se deu quando começamos a desenvolver material exclusivo. O resultado disso se transformou no Módulo Expandido, que ainda está em testes e em fase de aprovação do Overcouncil de athas.org, e garantimos que não irá parar por aí.
Em Downloads você pode baixar os nossos produtos e ficar de olho no que está por vir, no Glossário estão todos os termos de D&D e Dark Sun traduzidos, em Histórias temos pequenos contos que descrevem um pouco o mundo de Athas, em Notícias se pode conferir tudo que há de novo no site e em Dark Sun Br você pode descobrir um pouco sobre as pessoas que compõem o projeto.

Pessoal, visitem o site e vejam a seção downloads com muito material. 

Comecem pelo Módulo Básico


 


 
 

Arte Fantástica: Keith Parkinson

Olá pessoal! Continuando mais uma vez com a sessão Arte Fantástica venho falar de mais um artista da época da TSR. Keith Parkinson começou a trabalhar como freelancer para a TSR em 1982, e depois de um tempo tornou-se membro da equipe que era formada por Elmore, Jeff Easley, e Tim Truman. Após 5 anos de trabalho na TSR Keith voltou a ser freelancer. Keith morreu em 26 de outubro de 2005, aos 47 anos vítima de leucemia.
Espero que gostem dos trabalhos dele, na minha opnião um dos melhores!

Ilustração para o jogo Diablo II

Essa acho uma das melhores.

Abraço a todos Não deixem de comentar.

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Lutando com Estilo

Pessoal, vagando por um ótimo blog chamado o Halfling Bêbado, me deparei com essa matéria que é de interesse geral do nosso grupo. Pretendo postar várias matérias sobre interpretação para irmos nos aperfeiçoando.
Não deixem de comentar.


. Eu já fui mestre. É um trabalho complicado. E eu sempre tentava fazer descrições emocionantes, e dramáticas nos combates. Durante as sessões, as lutas eram assim:




Quando O Mestre Descreve
J (jogador): Eu ando furtivamente pelas sombras e ataco o guarda.
M (Mestre): Certo, role o dado ai.
J: Eu tirei 23
M: Você acertou. O Guarda foi pego de surpresa. Você corre silenciosamente por trás dele. Ele olha para baixo, com a surpresa de ver a ponta da sua espada, vindo do próprio peito. Assim que você tira sua espada das costas de seu inimigo, ele cai morto no chão.
J: Legal.

Nada mal. Mas eu gostaria de incentivar os jogadores a fazer as próprias descrições, para que eles possam ter a "emoção" do ataque. Eu acho que um grande obstáculo da interpretação, é quando o jogador não sabe quando acerta ou não, até que ele role o dado. O que pareceria com isso:

O Jogador descreve a ação. O Mestre descreve o resultado.
J: Eu quero correr por trás do guarda, e ataca-lo pelas costas, até que ele não saiba que estava lá, até olhar para baixo e ver a ponta da minha espada longa.
M: OK, pode rolar.
J: 15. Eu acertei?
M: Foi mal, mas não. Você corre até ele, mas ele ouve você chegando e se prepara para o seu ataque.

Esse modo não é errado. Mas a descrição do personagem seria constantemente corrigida pela do mestre. O que frustraria o jogador, deixando a descrição fodona de lado.

Pensei de outra forma. O jogador rola o dado, e eu digo se ele acertou ou não. Se fracassar, eu descrevo a falha, se tiver conseguido, ele descreve o sucesso.

Jogador descreve o sucesso. Mestre descreve a falha.
J: Eu ataco ele.
M: Tudo bem, pode rolar.
J: 17 para acertar e 9 de dano.
M: Certo, e isso é o suficiente para matar ele.... Mas já que você tem trepassar, quanto de dano você dá no cara do lado?
J: 3
M: O cara inda está vivo.
J: Tranquilo.
M: Você pode descrever o ataque agora.
J: Ham... certo. Eu acerto o primeiro na cabeça, e outro, eu acerto no braço.

O problema é que todos sabem o resultado, e já imaginaram como seria. O legal do primeiro jeito, sobre deixar o DM descrever, é que havia um motivo pra prestar atenção na narrativa.

Mas aqui está minha nova idéia. Quando há um inimigo, eu digo a CA dele, e deixo ele rolar, e então ele descreve o que acontece. Ele é o primeiro a saber o resultado, então há uma rasão para todos prestarem atenção na descrição.

Jogador descreve o resultado.

J: Eu ataque ele.
M: OK, a CA dele é 15.
J: (rola o dado) Eu atravesso o peito dele com a minha espada.
M: Legal.

Outra coisa também. Use sempre, as descrições emocionantes, e bem descritas. Leia alguns livros de fantasia medieval, como os livros do Tolkien e Dragon Lance, que tem sempre esse tipo de coisa.

Senhor dos Anéis

Bom dia!

Mais uma cena que não deveria ter sido excluída.

Um abraço a todos.



quinta-feira, 19 de agosto de 2010

O fim dos livros básicos da 4ª Edição ?

Fala macacada! Para aqueles que participaram da conversa sobre a 4ª Edição que estávamos tendo na mesa do bar (Panini) achei uma matéria que fala um pouco do que está acontecendo no momento.  Para aqueles que não estavam presentes vale a pena ler para entender um pouco o mundo da 4ª. Apesar de sermos jogadores frenéticos da 3.5Ed não podemos ficar desatualizados do mundo do D&D.
 
Matéria retirada integralmente do site Área Cinza 
 
 

Como os mais astutos devem ter percebido, tem um tempo que eu parei de lançar notícias sobre o Dungeons & Dragons 4 edição, já que meu interesse na linha caiu para perto de zero depois de várias sessões do jogo nas quais vi que definitivamente a 4e não combinava com o estilo do meu grupo. Ok, acontece… Assim acompanhei com alguma distância mais algumas demissões dos funcionários da WotC e o anúncio do lançamento da linha Essentials, em Janeiro deste ano, e como ela rapidamente foi se transformando de “uma nova linha para os iniciantes” para só “uma nova linha”.

Isto até ontem, quando um rumor sobre o fim das reimpressões dos livros básicos da 4ª edição causou furor na internerd, acendeu o alerta de uma nova edição e jogou o Essentials de “nova linha” para “Dungeons & Dragons 4.5″. O rumor foi divulgado em um site especializado em Magic: The Gathering, e bem desconhecido no ramo de notícias de RPG, então recomendo guardar a credulidade no bolso até a GenCon:


ManaNation has received a tip that Wizards of the Coast has decided to end the print run of the Dungeons and Dragons 4th Edition Core Handbooks, instead aiming to turn the game in the direction of “Dungeons and Dragons Essentials”, a product to be released later this year. The first product for the Essentials line is starting with the ‘Dungeons & Dragons Fantasy Roleplaying Game’ also being called ‘the Red Box’ and is due to be released on Sept. 7th, 2010.


It is our understanding that they are not going to be reprinting any of the three main books, the Players Handbook, Dungeon Master Guide and Monster Manual from this point on to allow them to be phased out. No other books have been mentioned.

Embora a parada deste site de Magic seja meio duvidosa, o fato é que uma série de lojistas gringos têm sido informados que não podem mais pedir os livros básicos da 4ª edição, assim como certos distribuidores vinham recomendando a estes mesmos lojistas que fizessem estoques dos três básicos. E realmente aí eu botei mais fé que no tal ManaNation.

O que isso significa? Veremos o Dungeons & Dragons 4.5 na GenCon? Acho que a Wizards of the Coast vai segurar até o fim a compatibilidade entre as linhas, e pelo pouco que vi dos Essentials nada foi substituído – erratas foram incorporadas e novas opções de classes foram criadas, assim como outras (como o warlord) foram retiradas. E apesar do choque da notícia, na real só vamos saber mesmo se o material do PH1, MM1 e DMG1 será abandonado quando dermos uma olhada no tal Rules Compendium, e em como a WotC vai lidar com este material antigo através do D&D Insider. 
 
        A Capa do livro faz referência a capa da caixa do starter set do antigo Basic Rules da 1ª Ed.
 

Não é impossível que o tal Rules Compendium, com as regras dos livros básicos, e mais importante, já com as centenas de erratas que os básicos da 4ª edição recebeu incorporadas, se torne um novo ponto básico para iniciantes junto ao Essentials. Mas ainda assim seria burrice, afinal depois de criar o tal Essentials para atrair jogadores iniciantes, eles vão jogar pela janela uma das vantagens do modelo de caixa – que é trazer todo o material necessário para o jogo em um só produto, ao forçar, ou pelo menos recomendar, a aquisição de outro livro para jogar Dungeons & Dragons.

Ou então que o Essentials realmente substitua os livros básicos como tudo que um novato precisa para jogar (e o nome da linha deixa isso a entender né?), e que a galera que já está no Dungeons & Dragons 4ª edição tenha que se virar com a combinação D&D Insider, agora mais essencial (ops…) que nunca, e a linha Essentials para suprir os builds antigos e as classes que não terão novas versões como Warlord e Bardo.

Definitivamente a GenCon acabou de ficar bem mais interessante. Pessoalmente acho que por um lado faz muito sentido. Desde o começo achei idiota a WotC manter as duas linhas, a da 4ª edição convencional e a do Essentials focada nos novatos. Uma coisa é fazer um produto para novatos, outra é uma linha, e ao fazer o segundo achei que a editora ia repetir os mesmos passos da TSR e começar a fragmentar seus consumidores em mais de uma linha de produtos não compatíveis. Por outro lado, retirar os básicos na 4ª edição de circulação me parece muito mais uma medida tomada para transmitir um determinado ponto, uma idéia, do que devido as baixas vendas, afinal todos sabem que via de regras os livros básicos de um sistema ou linha são seus títulos mais vendidos. Se o problema dos básicos da 4ª edição não é a Crise, e nem as baixas vendagens, o que a Wizards quer transmitir ao retirar os básicos do mercado? Obviamente que os livros básicos da 4ª edição estão desatualizados. Ou elaborando um pouco mais, que os livros que tem todo o fundamento e base do sistema de regras do Dungeons & Dragons 4ª edição estão desatualizados…

Sendo D&D 4.5 ou não, o fato é que dificilmente a galera do marketing da Wizards of the Coast vai conseguir jogar para debaixo do tapete que os livros lançados a 2 anos já estão ultrapassados, não importa quantas frases bonitas e eufemismos eles utilizem daqui pra frente porque é exatamente isso que a empresa está dizendo ao tirar seus livros mais vendidos de circulação.

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Os 5 maiores vilões de D&D

Bom pessoal, mais um post para que vocês tenham conhecimento dos personagem de D&D, espero que gostem. Quando eu for mestre terão que matar todos juntos na última sala da dungeon! (huuaahuhha - risada do mau)

Post Original: D20 Source
Tradução e Comentários: Franciolli Araújo - Trampolim do RPG

Vecna é o cara. Claro, ele fundou um império, se tornou um lich antes de fazer seu próprio caminho rumo a divindade, mas ele ainda não é tão impressionante quanto estes personagens do cânon de Dungeons & Dragons.

5. Kyuss (3ª Edição, Age of Worms)

Como muitos vilões de Dungeons & Dragons, Kyuss tem um culto massivo de cultistas fanáticos e magias de alto nível, mais poderosas que as contidas no Livro dos Níveis Épicos. Diferente de muitos vilões, Kyuss descobriu uma forma de ascender a divindade, ao custo do aprisionamento permanente em um monólito. Ele fez o acordo, mas não antes de elaborar um elaborado plano que levou dois mil anos para ser realizado, onde seus seguidores quebraram sua prisão e o libertaram.
O que é impressionante foi o seu trabalho. Elementos de seu plano incluíam matar a maior parte de seus seguidores, inventar e criar o primeiro dracolich, estabelecer um culto que durasse pelo menos dois mil anos, estabelecer um falso culto secundário para distrair aventureiros e trazer o quase Fim dos Tempos para que ele pudesse ser libertado.

4. Acererak (AD&D, Tomb of Horrors)
Poderosos lichs mortos-vivos são comuns em Dungeons & Dragons, mas Acererak é de alguma forma especial. Ele criou a Tumba dos Horrores, uma masmorra tão horrível e pervertida que ela será o local onde o seu herói será morto, ou não, mas quantas novas fichas de personagem serão feitas em uma hora?
Existe uma Gema dos Desejos que concede o contrário do que você quer e então explode causando 200 pontos de dano. Existe um portal que na verdade é uma Esfera da Aniquilação. Há também um tapete que cai sobre seus personagens, transforma-se em um limo verde e mata seus personagens completamente. Existem pelo menos dois falsos Acererak na masmorra, um dos quais pode mata os personagens uma vez por rodada como uma ação padrão.

3. Rary, o Traidor (AD&D, Greyhawk)
Rary de Ket fazia parte do Círculo dos Oito, um grupo de elite composto por poderosos magos que inclui nomes poderosos como Tenser e Mordenkainen. O Círculo organizou um tratado para selar a paz e por fiz as Guerras de Greyhawk. Isso deixou Rary chateado por alguma razão, que tramou um plano para matar todos os embaixadores usando uma armadilha mágica.
 
Além de traidor ele é furtivo! Só consegui essa imagem dele.

Outros membros do Círculo descobriram seus planos e tentaram pará-lo, mas não conseguiram evitar que Rary matasse Otiluke e Tenser e ferisse gravemente Bigby e depois fugisse e fundasse um império no deserto. Ao mesmo tempo, seu aliado Lorde Robilar destruiu os clones no Círculo de Tenser e Otiluke para prevenir que Mordenkainen os trouxesse de volta a vida. Tenser, no entanto, estava preparado para uma situação como esta e havia deixado um clone seu na lua.

2. Osterneth, o Lich de Bronze (4E, Open Grave Secrets of the Undead)
Osterneth nem sempre foi a serva mais poderosa de Vecna, deus dos segredos. Ela era uma mulher que conhecia algumas poucas magias. Isso foi antes dela remover seu próprio coração e substituí-lo pelo coração de Vecna, se tornando um lich e ganhando uma estrela dourada nos bons livros de Automutilação.

Se você não imagina os riscos inerentes, você deverá ler a história da Mão de Vecna, ou até a Falsa Cabeça de Vecna. Na história de Dungeons & Dragons, o lich Vecna perdeu uma mão e um olho antes de ascender a divindade e estas relíquias se tornaram poderosos itens mágicos, os quais podem ser utilizados caso o usuário corte a parte correspondente de seu corpo para fixá-los. A aventura de AD&D “Die Vecna Die” introduz várias outras partes de Vecna, incluindo uma falsa cabeça:
“Sendo uma falsificação, uma tentativa de colocar a ‘Cabeça de Vecna’ em um corpo fresco e sem cabeça falhará; a cabeça mumificada apenas rolará e cairá no chão. Se possível, o mestre deve evitar gargalhar o máximo possível, os saqueadores de tumbas podem querer tentar colocar a cabeça em um ou mais receptores em potencial.”

1. Aurgloroasa, a Sombra Sibilante (AD&D, Forgotten Realms)
Forgotten Realms Cenário de Campanha tem sua quota de dragões conhecidos, mas poucos são tão sanguinários como o dracolich Aurgloroasa, um dragão das sombras famoso por manipular eventos das sombras. Após coagir a cidade anã de Thunderhome em construir um templo por vinte anos e então dedicá-lo a sua divindade, Aurgloroasa invadiu a cidade e matou todos.
Não havia um registro da população de Thunderhome, mas como a população de Portal de Baldur era de 100.000 em algum ponto da história, é fácil concluir que isso foi um verdadeiro massacre. Trinta anões escaparam, mas Aurgloroasa os caçou e os matou. Tudo isso foi conseqüência de um plano de vingança por um evento ocorrido sessenta e cinco anos antes, quando mineradores anões da labiríntica Thunderhome encontrassem sua caverna por engano e interrompessem o seu sono. Eu gosto de pensar que ela comeu todos.
Se isso não fosse suficiente, a Sombra Sibilante mantém uma rede de extorsão pelo mundo, onde cobra taxas de proteção sobre navios e destrói pessoalmente os navios que não pagam os tributos devidos. Se este dracolich não possui o maior tesouro em toda Faerun, eu não sei quem tem.

O LN tem que subir de nível pra chegar nesta lista!

The Big Bang Theory - World Of Warcraft (Sword Of Azeroth) Legendado

Boa tarde a todos!

Todos já devem ter visto o seriado "The Big Bang Theory". É hilário!

Segue o vídeo em que eles jogam World of Warcraft.

Como a incorporação não foi permitida, vocês terão que ver o vídeo no festejado youtube.

Não deixem de ver, porque é imperdível!

É só por enquanto.


Final de Bis in idem

Pessoal:
Como falei para todos vcs, tive uma ideia inicial e irei mantê-la até o final. Quem é o Lord Negro, a maldição de Maximus, a influência do império, a guerra por Folkerran, o real motivo da pedra da experiência, Orcan, Percassus, Coleter, Fofiri, a viagem no tempo e muito mais são perguntas com respostas pré determinadas.
O que eu poderei mudar é como elas serão respondidas, sempre zelando pelo melhor da história e principalmente, pela diversão de vcs, amigos e jogadores.
minhas histórias são sempre abertas, com destinos não determinados. Há diretrizes, mas os caminhos, quem tomam são vcs, personagens jogadores. Não sou adepto das histórias lineares, com começo, meio e final. Exemplo disso é que dei pra vcs a possibilidade de conduzir a história através do plano que destruiria, ou não o LN.
Contudo, o mais importante é a diversão como finalidade, a imaginação como finalidade, independente de como traça a história.
Bem, tenho certeza que todos irão gostar do final de história.
Os homens tigres. Mirion é o da direita, quando transformado.


Abraços.
Logo posto o resumo da terceira parte.
abraços2.

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Relato do encontro - dia 14/08/2010

Ai pessoal mais um encontro se passou, fica aqui a foto do encontro, abraço a todos


Casa cheia dessa vez! Isso podia se repetir com mais frequência!




video

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Taliesin Nightwish, a senhora Uther Ap Ragnar


Bom dia a todos os nobres colegas rpgistas!

Depois de muitas dúvidas sobre como vencer o LN, não se pode esquecer de um acontecimento importantíssimo na última aventura: a constituição de uma família pelo Uther.

Eis que o mestre Firmo fez a gentileza de proporcionar ao Uther algo que o jogador Vitor tramava em segredo.

Sim, eu já pensava em ter um herdeiro para minhas cobiçadas 1500 po's. Firmo dá po!!!


Está certo que ele teria outro nome, mas realmente gostei da homenagem ao Derfel.

E destaca-se o, não menos importante, relacionamento amoroso entre o Uther e a Taliesin, fantástica barda da Taverna Buraco do Anu, responsável por tornar imortais os feitos do grande guerreiro.

Já fiz a ficha dela, que passará a nos acompanhar em algumas missões sem dividir o XP. Viu Firmo???

Como? Está lá no livro do mestre, página 104/105.

Seguem os dados dela. Retirei os valores do livro do mestre, como se fosse um PDM. Nada apelativo.

O romance eu postarei depois porque ainda não desenvolvi.

Taliesin Nightwish

Barda Humana/4º nível

Força 10
Destreza 13
Constituição 12
Inteligência 14
Sabedoria 10
Carisma 16

CA 14
PV 22

Fort. +2/Ref. +5/Vont. +4

Ouvir +3/Observar +3

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Espaço para visitantes!!!

Naroti,
Criei esse espaço, que posteriormente pode ser apagado, ou não, porque alguns meninos me procuraram para saber mais sobre o blog e os materiais que vc cria em torno do nosso mundo...
Eles postarão.
abraços.

Idéias para o próximo encontro!

Bom pessoal, após um longo tempo sem postar nada aqui no blog devido a inúmeros trabalhos, inclusive nos finais de semana e à noite aproveito um tempinho entre algumas "renderizações" para postar algo que vai nos ajudar na próxima sessão.

Quero voltar a falar sobre teorias e planos para a ganharmos tempo no próximo encontro. Mas queria alertar para que todos deem sua opnião, sem é claro, inserir os macacos do Laucian na teoria, ou algo como: O Gorila é Tyr disfarçado!

Então vou postar abaixo o nome de cada "duvida" e o que eu acho sobre isso, peço a vocês que repitam o mesmo processo e que possamos no encontro chegar o mais rápido possível a conclusão do que vamos fazer.


  1. Quem é o Lorde Negro: Na minha opnião deve ser alguém que a gente conhece, vamos lá: Opção 1: Orcan; Opção 2: Lord Nefrus; Opção 3: Rei Frederich VIII; Opção 4:Burgos de Overnec; Opção 5: Derfel Ap Ragnar; Opção 6: Oruak (ele usava uma maça); Opção 7 Nenhuma das anteriores, diga quem:
  2. Como derrotá-lo: Invadir o castelo de Foolkerran, por baixo (dungeon) chegar o mais próximo dos aposentos do LN e armar uma armadilha com o pó preto mágico que explode.
  3. Quem substituirá o LN: Máximus poderia substituir o LN, desfazendo todo o mal e a destruição que este causou, para tentar junto a Tyr ser aceito devolta.
  4. Orcan desaparecido: Orcan é um mago, e o LN é aparentemente um forte guerreiro, portanto fica difícil de acreditar que seriam a mesma pessoa.
  5. Pulseira (ou bracelete) da Licantropia, o que ela faz: Na minha opnião ela transforma a pessoa em licantropo
  6. Brutan vivo e aparentemente sem memória sobre nós: Brutan pode ter sido trazido divolta a vida pela pulseira da licantropia. (vamos investigar isso). Porque ele estaria vivo? Seria ele mesmo ou seria mais uma ilusão do veinho cego?
  7. Percassus, que é ele: Percassus, mais parecia uma ilusão, pois do mesmo jeito que apareceu foi embora, devia ser algo ou alguém do futuro por ter feito uma poção desconhecida naquele tempo, talvez seja uma ilusão do ilusionista que conhecemos no futuro, talvez ele tenha interesse na pedra de experiência.
  8. Pra que serve a pedra da experiência, o que fazer com ela: Opção 1: tentar raspar a pedra e ver se o pó resultante explode, se sim é porque a pedra é nossa dinamite. Opção 2 tentar quebrar a pedra ela pode conter algo dentro. Opção 3 monstrar a pedra ao ceguinho ilusionista pra ver o que vai dar.
Vamos lá pessoal deem idéias para começarmos o jogo já com noção do que vamos fazer:

Quem poderia saber onde fica os acessos para a dungeon sob o castelo de Foolkerran?
Como conseguiremos o pó preto que explode?
Vamos colocar Brutan em xeque mate?
Ilo Grafitti saberia nos dar mais informações sobre os acessos a dungeon e sobre o LN?
Como conseguimos salvar Mirion sem a permissão de Nefrus? Estaria Nefrus "vivo" ?
Idéias, idéias vamos fazer um brainstorm para juntarmos as peças: 
Não deixem de comentar e opnar!!!

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Senhor dos Anéis

Hail!!!

Na última sessão eu comentei sobre as cenas extras do Senhor dos Anéis, enquanto o Mateusinho atrasava apenas 1 hora.

Essa é louca!!!

Não deveria ter ficado de fora.

Comentem.


Relato - Último Encontro

Opa!!!!

Seguem os vídeos do último encontro.

O Jão pode acompanhar como foi o "combate".

Talvez não seja necessário que o Firmo descreva.

Post Atualisado com fotos:

                                                          Nem precisei fazer montagem



video


video


Informações importantes:

Bola de ouro: Gorilas do Laucian. Conseguiram ficar no combate e causar dano no Lorde Negro.

Bola de latão: Mateusinho. Não conseguiu confirmar os 2 acertos críticos dos gorilas.

Dúvida pertinente: Lorde Negro. Vilão ou manifestação da maldade do mestre?

Comentem!

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

D20 turbinado!!!


Para aqueles que estavam em dúvida se nós "pobres" (Firmo dá P.O.!!!) aventureiros seriamos capazes de derrotar o LN, seus problemas acabaram, chegou o novo dado D20 turbinado.
Mais um produto da empresa Ladinagem e Cia Ltda.

Táticas de combate: Formações

Pessoal no ótimo Blog RPG do Mestre encontrei algumas matérias sobre tática de batalhas, que foi um dos temas levantados na última sessão pelo mestre Firmo. Por esse motivo colei a matéria na íntegra para todos lerem, irei postando mais sobre o assunto durante esses dias para que possamos aprimorar o grupo para a batalha contra o LN.

Matéria escrita por Fernando del Angeles

Minha vez de contribuir com o ‘táticas de batalha’. Hoje vou falar de formações dentro de pequenos grupos. A idéia é mostrar que muitas vezes um grupo menor consegue vencer o maior devido à melhor escola de uma formação. Este post pode ser considerado uma continuação do post do Erick ‘Táticas de batalhas: trabalhando em grupo’.
 
O combate é um trabalho de equipe e somente o trabalho em conjunto de todo o grupo é capaz de resultar em uma ação vitoriosa. É verdade que muitas vezes há um grande talento individual que pode mudar toda a situação. Mas e quando todo o grupo é composto de pessoas, digamos, comuns. Ou seja, pessoas que são boas no que fazem, mas não são extraordinárias a ponto de definir o rumo de uma guerra ou de um pequeno combate.
Nestas horas o fator ‘Grupo’ ajuda muito. Normalmente nossas campanhas de jogos medievais são compostas de grupos pequenos. São nestes pequenos grupos que fica mais fácil, ou mais maleável, trabalhar com a questão de formações.
Primeiramente é necessário ter um líder no grupo. Não necessariamente alguém que dê ordens a torto e a direito e não escute seus companheiros. O líder de um grupo de heróis deve ser alguém que escute seus companheiros e dê a palavra final em qualquer dúvida. É ele então que acaba definindo a formação do grupo.
Por exemplo. Vamos pegar uma situação comum em nossas campanhas, uma dungeon de corredores estreitos, onde são capazes de andar somente duas pessoas lado a lado. O bom neste caso é colocar na frente os guerreiros. Estes costumam ser mais resistentes e estão prontos para um combate corpo a corpo, se houver à possibilidade de escolha coloque os mais resistentes, ou que possuem melhor armadura ou mesmo aqueles que possuem escudos, que acabam sendo muito útil para ataques contra arqueiros.
Na segunda fila prefira os guerreiros mais leves, que podem ser capazes de passar pelos guerreiros da frente para auxiliar no combate mais rapidamente. Ou até mesmo guerreiros improvisados, como ranger, ladrão, que são capazes de participar de um combate, mas possuem pouca resistência e armadura, deixando então os primeiros golpes para aqueles que podem agüentar mais tempo.
Nas fileiras restantes, tente colocar aqueles que possuem ataques à longa distância como arqueiros, arremessador de facas, lanças e até mesmo magos. Aproveitando que estou falando de ataques de longa distância, porque não o grupo todo não investe em pelo menos um ou dois ataques de longa distância? Quem sabe os guerreiros da frente tenham bestas ou lanças para arremessar, isso pode dar uma tremenda vantagem, enquanto o grupo adversário se aproxima o seu grupo já pode ter realizado um ou dois ataques.
Lembro que já usei está tática em uma narração. Muitas vezes decidíamos o combate apenas com nossas armas de longa distância. E olha que apenas um ou dois eram realmente bons nessas armas. Mesmo não possuindo muita habilidade nelas, é possível ferir ou até mesmo atrapalhar a carga inimiga. Imagine um grupo vindo no mesmo corredor, onde apenas dois passam lado a lado, se derrubar um ou dois corpos na frente, os que vêem atrás vão ter que reduzir sua velocidade e isso pode ser importante para que o mago do grupo prepare sua magia ou que os guerreiros realizem um ataque devastador.
Esta dica é o básico para se entrar em corredores, mas há um porém.Muitas vezes não podemos nos esquecer da retaguarda. Então quando houver o receio de um ataque furtivo por trás, coloque alguém lá, de preferência um guerreiro bem perceptivo, talvez até mesmo o líder do grupo (pretendo falar deles em outro post).
Outra boa dica é deixar rápidas palavras chaves prontas para auxiliar o grupo. Por exemplo, se os arqueiros da fileira de trás querem atacar, mas os guerreiros da frente estão atrapalhando um ‘abaixa’ pode ser útil, mas o bom é ser preparado antes, para que todos já saibam que uma abaixada rápida é o suficiente. Isso pode ser usado para tudo, para avisar de inimigos, para dar apoio, para abaixar, esquivar, virar à esquerda/direita etc e tal. Se não for avisado antes alguém pode se confundir e até atrapalhar o combate dele.
Em áreas abertas o bom é não se separar, o famoso círculo é o mais indicado. Com todos de costas um para o outro, estando preparados para ataques de todos os lados e aí sim, poder decidir para onde atacar, caso o ataque vise apenas um lado do círculo. Talvez seja aconselhável colocar o mago do grupo (caso exista) no centro, para ficar mais protegido, entretanto, isso acaba o deixando visado contra ataques de longa distância, como por exemplo, um arqueiro que esteja escondido.
Apesar de esta dica não ser de formações (também pretendo falar desta em outro post), que tal não usar os estereótipos básicos. Magos são bastante visados em combate, então alguém sempre vai tentar derrubar o mago no início da peleja. Então coloque uma armadura leve de couro e uma espada na mão do mago, isso pode ser o suficiente para enganar seus inimigos.
Bem já estou me alongando demais, este tema tem muitas vertentes. Acabei falando apenas de duas, mas existem inúmeras formações que funcionam para as mais diversas situações, algumas delas vão funcionar no seu grupo, outras não. O macete é a prática. Quanto mais o grupo se entrosar, mas fácil fica definir uma formação adequada.
Espero que minhas pequenas dicas façam vocês pensarem no assunto e não deixem de colocar suas idéias de formações de combate nos comentários.

NA PRÓXIMA SESSÃO DE "BIS IN IDEM"


O que fazer?
Lord Negro? Como derrotá-lo? Que ideia teremos?
Uther, pai. Orcan desaparecido. Seu filho Deimos o encontrará?
 Tordek sem notícia alguma do irmão.
Laucian criará uma zoo e viverá do eco-turismo?
O que será que Adrian ainda armará contra Sovellis?
Será que Mirion pode sabe da origem de Rog?
Brutan entre nós?
Maximus caído de Tyr?
E a pedra da experiência?
Pra que serve o bracelete da licantropia?
Percassus? Quem é esse cara? O que ele quer?
Será que algumas dessas questões se entrelaçam?
Pensem...
...e saibam mais na próxima sessão de...

...BIS IN IDEM!!!

Postem as ideias, as possíveis conspirações e o destino de cada um.

IDEIA PARA MESTRES E JOGADORES


Olá pessoal do RPG do Sertão, blz?!
Tive uma idéia, a saber:
Pensei em dividirmos – através de sorteio, ou dados d20, dos quais eu só tiro 20 - o grupo em duplas.
Cada dupla elegeria um mestre e um jogador. O mestre narraria uma aventura solo para o jogador. Depois inverte, quem mestrou joga, quem jogou mestra, inclusive com formação de duplas diferentes.
Preferencialmente no mesmo dia; no mesmo local ou em locais diferentes.
 A Duda ficaria com o papai dela, claro.
Quanto a capacidade de jogar, todos temos; já a de mestrar, podemos nos surpreender com os novatos.
É uma idéia para o futuro, mas está lançada.
O intuito não é evoluir ou fazer o persona crescer ou morrer, ficar rico ou pobre, apenas à diversão.
Poderíamos estabelecer limites de pó, XP, itens etc.
O que acham?
Abraços.
Firmo, dá – XP e + monstros!!!!!


Desvendando o Lorde Negro


Opa!!

Então...

Esse domingo fiquei pensando sobre a aventura e uma forma de acabarmos com o Lorde Negro.

E sabem qual a conclusão que cheguei?

ESTAMOS FERRADOS!!!!!!

Sim, estamos. Por mais que o mestre Virmo diga que não.

As constatações são as seguintes:

1. Ele tem o 3º ataque. Então ele é, no mínimo, de 11º nível (+11/+6/+1).

2. O 3º ataque dele (+1) me acertou quando minha CA era 24. Façam as contas!

3. A CA dele é 25. Se ele ficar na defensiva a CA vai para 29. Eu, com as magias preparadas, somente acertaria tirando 17 ou mais no d20. Insano!

4. Ele não tem nenhuma fraqueza como kriptonita, alho, cócegas ou algo do gênero.

5. A média de dano dele é de 20 pontos. A maça e a espada causam 1d8. Façam as contas dos bônus.

6. Tem 5 mil mercenários e mil orcs a disposição.

7. Parece o "cara" do pânico, que quanto mais você corre mais ele está perto de você.

8. Em uma rodada ele mata o Uther e o Tordek. Levará 4 rodadas para que ele mate todos, incluindo os chipanzés do Laucian.

9. Tem redução de dano para armas comuns (não adianta ficar atirando de flechinhas).

10. Fora as coisas que ainda não sabemos.

Viram como estamos ferrados?

Sugestão?

Volte para o passado, onde brincávamos de Comandos em Ação.

Precisaríamos subir uns 3 níveis ou o Virmo das umas poções da invencibilidade de 1d20 meses.

Comentem, por favor,

Nova Campanha - Firmo dá PO!

Bom dia pessoas!

Compulsando os livros, vislumbrei que tudo em D&D é muito caro.

Alternativamente, sob uma outra ótica, significa dizer que estamos pobres.

Isso mesmo...pobres.

Por isso, inicio aqui uma nova campanha:

Firmo dá PO!

Conto com a adesão de todos.

Abraço.